O Cristo- Rei e o Cristo Redentor


Lisboa e o Rio de Janeiro possuem ambas Monumentos  com uma  fortíssima simbologia cristã e uma história comum: dois monumentos que representam  Cristo - o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, e o Cristo Rei, localizado na conexão da Ponte 25 de Abril,  que une  Almada e Lisboa. Essas  Pontes de fé e esperança  existem  nas duas cidades e são  visitadas e admiradas, anualmente, por milhares de pessoas.
O Cristo Redentor no Rio de Janeiro foi construído em 1931, após um longo processo. A ideia foi sugerida em 1898,  pelo padre lazarista Pedro Maria Boss à Rainha Santa Isabel e retomada, a partir de 1921, para celebrar o centenário da independência do Brasil.

O Monumento foi inaugurado a 12 de Outubro de 1931, após cinco anos de obras, tornando-se de imediato um ícone do Cristianismo e do Brasil. Actualmente é a segunda maior estátua de um Cristo-Rei no mundo- só superada pela estátua da Polónia – e em 2007 foi considerada uma das sete maravilhas do mundo, tendo a revista Latino Americana classificado o Monumento, em 2011,  como o maior símbolo da América Latina.

O Cristo-Rei que olha da margem de Almada para a bela cidade de Lisboa é filho do Cristo Redentor. Foi gerado a partir de uma viagem ao Brasil do Cardeal Cerejeira que ficou impressionado com a Estátua e quis que se erigisse um novo Monumento em Portugal , em 1934, e foi finalmente construído o Cristo-Rei em 17 de Maio  em 1959, dia de Pentecostes.

Ambos os Monumentos são prodígios de engenharia e de arquitectura. E são Monumentos gémeos, que unem ainda mais os cariocas e os alfacinhas, o Brasil e Portugal, Lisboa e o Rio de Janeiro.

www.sotaques.pt – Um Monumento virtual  ao nosso património cultural comum
R. Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário